Nem Esquerda, Nem Direita, Nós Somos o Povo

tragedia de brumadinho

De um lado alguns culpam a privatização da Vale pela tragédia, de outro culpam o governo petista pela falta de fiscalização. No meio fica a família e as vítimas desse desastre. Não há como mencionar o sofrimento de cada uma das vítimas e familiares.

 

Cada pessoa atingida tem uma história, cada um tem/terá seu sofrimento diário. A história de cada ser humano atingido foi dilacerada. A vida desse ser humano mudou por completo. Alguns morreram, outros irão sofrer fisicamente ou mentalmente por um grande período.

 

Não podemos generalizar a culpa, assim como não podemos generalizar o sofrimento de cada cidadão atingido e transformar em sofrimento de um cidade. O sofrimento é do ser humano. A tragédia não é apenas da cidade de Brumadinho; a tragédia ocorreu em cada ser humano residente em Brumadinho.

 

Generalizar o sofrimento das pessoas é dissipar a culpa da tragédia para apenas uma pessoa jurídica. Não podemos fazer isso, pois o sofrimento é humano e não da pessoa jurídica.

 

É diferente.

 

Os seres humanos sofrem, a vida sofre. A empresa jurídica não sofre.

 

Até quando vamos culpar apenas a empresa? Até quando vamos culpar apenas o partido?

 

É generalizar demais. É claro que a empresa jurídica tem sua responsabilidade e deve responder por isso, principalmente para pagar em forma de indenização às vítimas. Porque é a empresa que tem faturamento e lucro. Então é da empresa que se deve retirar o dinheiro, e por consequência reduzir a divisão dos lucros e a remuneração de todos da empresa. Mas são as pessoas físicas que devem ser julgadas.

 

Precisamos aprofundar o assunto e parar de culpar apenas uma empresa X ou Y, mas devemos ir atrás de quem assinou, de quem foi contra um projeto de segurança, de quem foi corrompido ou corrompeu.

 

Essas pessoas devem ser julgadas.

 

Quem foi o secretário que assinou a regulamentação ambiental?

Quem foi o técnico?

O que as pessoas da secretaria estadual do meio ambiente falam sobre o assunto?

Já houve denúncias na ouvidoria do Estado sobre esses processos?

Se houve, o que foi feito? Por que não foi feito?

A Ouvidoria do Estado é independente das outras secretarias? Ou há dependência?

Quem denuncia é perseguido? Quem persegue? Já houve perseguições?

A Promotoria tem conhecimento sobre as denúncias feitas à ouvidoria do Estado?

Houve técnico independente para analisar a barragem e regulamentá-la?

Quem é o responsável da empresa por esse setor?

Houve corrupção nesse processo?

Por que a comissão presidida pelo deputado João Vitor Xavier foi reprovada?

Por que os deputados Gil Pereira, Tadeu Martins e Thiago Cota votaram contra o projeto conforme demonstrado em reportagem da TV Globo Minas?

Quem são as pessoas que participam desse chamado “lobby das mineradoras”?

Precisamos atuar na prevenção. Daqui a 6 meses provavelmente terá um novo projeto para regulamentar. Terá força novamente o lobby das mineradoras? Quem serão os deputados participantes da comissão?

 

No fundo, a culpa não é apenas da Vale ou do partido.

 

A culpa é toda nossa que presenciamos todo dia um mal acontecer contra o bem comum, mas por achar que não nos acomete, não denunciamos e não reclamamos. Não aprofundamos no assunto. Estamos atuando apenas como mero torcedores! Torcer não basta!

 

Isso é muito mais que uma paixão partidária, como se fosse um joguinho de futebol que tem apenas dois lados.

 

Isso é a realidade diária que nos acomete todos os dias e estamos de OLHOS FECHADOS todos os dias.

 

Até quando vamos nos preocupar apenas com essa rivalidade ESQUERDA X DIREITA, e vamos de fato preocupar com nós, seres humanos?

 

Não podemos ser apenas torcedores, precisamos de entrar para jogar. E jogar bem feito! Precisamos ser jogadores! [Frase Adaptada do Bernardinho – Técnico de Vôlei]

 

O Povo é bem maior que ESQUERDA ou DIREITA.

 

Nem Esquerda, Nem Direita.

Nós somos o Povo!

 

Muita força e saúde a cada cidadão de Brumadinho e região.

Estamos a disposição.