Saiba como convencer um dependente químico a procurar tratamento

A dependência química é um problema cada vez mais comum em nossa sociedade, afetando diversas famílias brasileiras. Mesmo que jovens e adolescentes estejam mais sujeitos a esse mal, pessoas de todas as idades podem facilmente se envolver com o universo das drogas.

Por essa razão, saber como convencer um dependente químico a procurar tratamento é muito importante. Essa é uma atitude bastante delicada e esse momento requer muita inteligência para que o dependente aceite a ajuda daqueles que o amam.

Quer descobrir como fazer isso da melhor forma? Confira no post de hoje.

Converse

O primeiro passo nessas situações é sempre o mesmo: converse de forma honesta e aberta. Se você quer convencer um dependente químico a procurar tratamento, precisa mostrar que ele pode se abrir com você e que vai encontrar um porto seguro em você.

Por ser um diálogo que pode ser desconfortável para o dependente, é muito importante que ele seja feito fora de locais públicos ou movimentados. O ideal é que seja num ambiente onde o dependente se sinta confortável e seguro.

Fale sobre o que está acontecendo, mencione que está preocupado e que é importante procurar ajuda. Cite as situações e os problemas que a substância tem causado e esteja aberto a escutar.

Pesquise sobre os centros de ajuda

As consultas com profissionais especializados e as clínicas de tratamento para dependentes químicos são boas ferramentas na luta contra o vício. Por essa razão, busque toda a informação sobre essas instituições e tenha a certeza que elas têm a experiência necessária para o tratamento.

O acompanhamento do paciente deve ser feito periodicamente e de uma forma constante, trabalhando junto a psiquiatria, o psicólogo, a família e principalmente o paciente.

Em caso de internação, deve-se atentar a legislação, aos direitos de cada ser humano e a clínica em que está procurando auxílio.

Os melhores centros de ajuda contam com uma equipe multidisciplinar, ou seja, um grupo de profissionais que inclui médicos, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros, entre outros que podem ajudar bastante. Ofereça a sua companhia para acompanhar a pessoa na primeira consulta e, se for possível, marque visitas constantes a ela.

Faça uma intervenção

Se o dependente químico se recusa a aceitar ajuda, uma intervenção pode ser a única solução. Mas, ela não é simples e precisa de toda a força possível: amigos, familiares, um centro de ajuda especializado e logicamente está sustentada pela legislação vigente. Se a pessoa traz perigos para as pessoas próximas e para ela mesma, é ainda mais necessária a ajuda profissional formado e capacitado para auxiliar no tratamento.

Caso o paciente forneça risco para si e para terceiros é fundamental a procura de um profissional para avaliar o que está acontecendo, e com isso evitar danos para si ou para terceiros.

 

Procure ajuda também

Lidar com essa situação não é nada fácil. Assim, a ajuda pode ser muito bem-vinda não só para o dependente químico, mas também para todos os envolvidos, especialmente a família. Sentimentos difíceis podem surgir, como o medo, a culpa e a raiva. Conte com os centros de tratamento para aprender a lidar com esse momento tão delicado. Existe um grupo chamado de Amor Exigente, que faz um belo trabalho com os familiares de pessoas dependentes químicos.

Essas são algumas dicas de como convencer um dependente químico a procurar tratamento. Seguindo elas, essa situação complicada pode ser um pouco mais tranquila e as chances de sucesso podem ser maiores.

Gostou do conteúdo? Tem alguma dúvida ou sugestão? Então, faça um comentário e curta nossa página no Facebook.