Quais os sintomas do alcoolismo?

sintomas do alcoolismo

O que é o Alcoolismo?

O alcoolismo é uma dependência de uma pessoa ao álcool, que é considerada uma doença grave pela Organização Mundial da Saúde. O uso contínuo, progressivo e descontrolado de bebidas alcoólicas pode ocasionar sérios problemas no funcionamento do organismo, levando assim a consequências muito sérias. O indivíduo dependente do álcool, se já não está nas ruas, pode prejudicar a sua própria vida pessoal e profissional, acaba causando problemas para sua família, amigos e também colegas de trabalho, e devido a isso ele precisa de um tratamento do alcoolismo.

São graves os problemas que o álcool pode acarretar, desde um problema de desconfiança entre familiares a problemas de saúde como cirrose, câncer, além de diversos sintomas do alcoolismo.

Sintomas do Alcoolismo

O alcoolismo, que também é conhecido como “dependência do álcool”, é uma doença formada pelos seguintes problemas:

  • Compulsão: Uma necessidade intensa ou vontade incontrolável de beber.
  • Perda de controle: A pessoa não consegue mais parar uma vez que já começou a beber.
  • Dependência física: Acontece sintomas de abstinência, como suor, tremores, náusea e ansiedade, quando a pessoa para de beber depois de um período bebendo muito. Esses sintomas são amenizados bebendo álcool novamente ou tomando alguma outra droga sedativa.
  • Tolerância: A vontade de aumentar as quantidades de álcool para sentir mais efeito. (Nem todos esses sintomas precisam acontecer juntos)

O alcoolismo tem bem pouco a ver com o tipo de álcool ingerido pela pessoa, ao tempo que a pessoa bebe, e até mesmo quanto de álcool bebe. Entretanto, tem muito mais a ver com a vontade incontrolável pelo álcool. Esta informações sobre o alcoolismo nos auxilia muito a entender porquê a grande maioria dos dependentes do álcool não conseguem se valer apenas com a “força de vontade” para parar. Esses indivíduos estão sob uma forte compulsão pelo álcool, uma vontade que se mostra tão extrema quanto a fome ou a sede.

Diagnóstico do Alcoolismo

Você já pensou em diminuir a bebida? As pessoas já te deixaram irritado quando te criticaram pela bebida? Você já se sentiu culpado a respeito de ter bebido? Você já ingeriu bebida alcóolica logo cedo para “aquecer” os nervos ou para amenizar uma ressaca?

Essas são perguntas baseadas em um instrumento chamado CAGE que auxilia no diagnóstico para o alcoolismo.

Se respondeu apenas um “sim” isso é um possível problema pra você. Em qualquer que seja o caso, é essencial ir ao seu médico ou mesmo outro profissional da saúde, o mais rápido, para analisar as suas respostas. Eles podem te auxiliar a ver se você tem ou não uma dependência na bebida, e, se tiver, vão passar a melhor atitude a ser seguida.

Tratamento do Alcoolismo

A decisão de ir e pedir um auxílio, reconhecer que está precisando de ajuda para o problema com álcool talvez pode não ser fácil. Entretanto, é bom saber que o quanto antes pedir ajuda, melhores vão ser as chances de uma boa recuperação do seu vício.

Qualquer problema que você sinta em falar sobre a sua bebida com o seu profissional de saúde poderá reforçar bastante os preconceitos sobre o alcoolismo e também os dependentes de álcool. Na nossa sociedade hoje em dia prevalece o grande mito de que o problema com álcool é um sinal de fraqueza moral. E como resultado disso tudo, você pode até pensar que ir buscar ajuda é mostrar algum tipo de defeito seu, e que você deveria mais se envergonhar.

No entanto, o alcoolismo não é um problema que mostre maior fraqueza que a asma ou diabetes. E ainda, encontrar um possível vício no álcool tem uma retorno muito bom, isso por que pode te dar uma chance de viver com muito mais saúde.

Como Convenço o Alcoólatra?

A coisa mais comum entre os dependente de álcool é sempre negar de que estão doentes. Diversas famílias sempre reclamam que não conseguem de jeito nenhum convencer o alcoolista de que ele precisa fazer o tratamento do alcoolismo. Começar uma conversa simples sobre alcoolismo já é um grande motivo de brigas, discussões ou reações mais negativas.