Loló ou lança-perfume: Veja como atua essa droga

lolo ou lança perfume

Os problemas do Loló e do Lança Perfume na saúde

O uso de lança-perfume, conhecido popularmente como loló, coloca em risco a vida de jovens Brasil afora. Reformulada, mais doce e potencialmente ainda mais perigosa, a droga — que é muito fácil de comprar — passou a figurar desde blocos de Carnaval até festas e bailes funk.

Acelerando a frequência cardíaca do usuário, que pode chegar a até 180 batimentos por minuto, o loló parece ser inofensivo por conta do seu odor agradável. Essa droga destrói os neurônios, células do cérebro, e pode levar o usuário à morte.

O cheiro propositalmente agradável da droga faz com que as pessoas aspirem suas substâncias e fiquem entorpecidas. Além disso, as sensações de felicidade, euforia e excitação são alguns dos efeitos do loló.

O lança-perfume é um composto feito a partir da mistura de substâncias como éter, cloreto de etila, clorofórmio e essência perfumada. A substância final é embalada em um tubo de alta pressão, assim como os desodorantes de spray.

Mas como esta droga atua?

Como o loló atua no corpo humano?

A inalação do lança-perfume, ou loló, faz com que o sistema nervoso central seja atingido. Isso causa perda da memória, distúrbios auditivos como zumbidos, formigamento do rosto e das extremidades, euforia e aceleração cardíaca.

O quadro de intoxicação por loló apresenta tonturas, desmaios e até sequelas nas capacidades crítica de quem usa. Todos esses fatores fazem com que o usuário fique completamente vulnerável a cair ou tomar atitudes completamente inconsequentes. E a soma de lança-perfume com bebida alcoólica leva ainda a um quadro pior: o de coma.

O fato de o loló deixar uma pessoa sem consciência faz com que ela se meta em situações que envolvem brigas, discussões e ações ilegais.

Uma única dose basta?

O efeito do loló dura entre 5 e 20 minutos. Por isso, geralmente, o usuário usa a droga repetidas vezes para estender os efeitos. Mas, assim que a euforia do lança-perfume passa, vem uma ressaca similar àquela que o álcool provoca.

Lança-perfume pode causar dependência química?

Engana-se quem pensa que o lança-perfume é uma droga sem efeitos em longo prazo. Seu uso causa dependência química, por esse motivo, nem para fins recreativos ele deve ser utilizado. Sem essa história de “é só essa vez”.

A Vigilância Sanitária do nosso país já classifica o lança-perfume como entorpecente e o seu uso é proibido.

A utilização de substâncias como a do lança-perfume provoca a destruição dos neurônios, criando lesões permanentes no cérebro do usuário. Outras consequências comuns em quem usa loló são:

  • Dificuldade para se concentrar;
  • Déficit de memória;
  • Lesões na medula óssea, no fígado e nos rins;
  • Lesões nos nervos que controlam os músculos do corpo.

Se você já usou essa droga ou conhece alguém que usa ou usou, compartilhe a sua história. Conta pra gente nos comentários abaixo.

Aproveite para esclarecer suas dúvidas e ter contato com outras pessoas que podem ter passado pelo mesmo que você. Trocar informações e experiências para enriquecer o debate a respeito desse assunto é fundamental para que ele deixe de ser um tabu. A melhor ferramenta contra a dependência química é a informação.